Tribunal impôs ao ex–prefeito Olavo multa e devolução aos cofres públicos

Seguindo o voto do relator do processo, conselheiro Marco Peixoto, o Tribunal impôs multa ao gestor no valor de R$ 1,2 mil pelo descumprimento das normas constitucionais reguladoras da gestão administrativa. Além disso, o ex-prefeito também terá de devolver aos cofres públicos a importância de R$ 12.215,48, referentes a irregularidades no pagamento de adicional de insalubridade e ausência de aplicações financeiras com valores que poderiam obter rendimentos ao erário municipal.

Continuar lendo